Português

Tradução automática

Marina Borges / 29 de abril de 2013

Não sei se muita gente se faz essa pergunta, mas como não duvido de nada nesse mundo, alguém ocasionalmente deve se perguntar por que contrataria um tradutor com tanto programa de tradução automática por aí.

Bom, eu não tenho o menor medo de ficar sem emprego, não importa o avanço da tecnologia. O Google Translator é um grande aliado – mas nada mais do que um acessório, além de ocasional divertimento. O ser humano ainda vai ser essencial por muito tempo na área de tradução. Ironia, nuances e contextos ainda não podem ser decifrados por máquinas.

Tomemos um exemplo para ver isso na prática.

Uma das minhas páginas favoritas no Facebook, I fucking love science, compartilhou uma história adorável recentemente. Não sabe inglês? Ah, pede pro Bing traduzir, oras:

moscow

“Animais em estado selvagem tem que lutar continuamente com a expansão da civilização humana. Certos animais selvagens já aprenderam a coexistir e prosperar mesmo em configurações urbanas, pombos e guaxinins sendo exemplos óbvios. 

Bem, frequentadores de metrô em Moscou são familiarizados-se com cães vadios. Estes cães tornaram-se acostumado a usar o metrô como um meio para viajar entre Moscou, mesmo conseguindo pegar um cochilo ao longo do caminho. Os cães hop on na parte da manhã e viagem ao centro da cidade, onde passam o dia mendigando para sucatas. No final do dia eles volta no metrô e viajam para os subúrbios onde eles dormem em relativa segurança. 

Os cães tornaram-se especialistas em julgar o comprimento de tempo que eles precisam permanecer no trem e parecem trabalhar juntos para garantir que eles saem do metrô para o batente direito.

Os cientistas acreditam que este fenômeno começou depois que a União Soviética entrou em colapso na década de 1990, e capitalistas de novos na Rússia mudou-se complexos industriais do centro da cidade para os subúrbios.

Dr Andrei Poiarkov, do Instituto de evolução, ecologia de Moscou e disse: “estes complexos foram usados pelos cães desabrigados como abrigos, para que os cães tinham que se mudar junto com suas casas. Porque o melhor eliminação de alimentos está no centro da cidade, os cães tinham que aprender a viajar no metrô – para chegar ao centro de manhã e, em seguida, volta para casa à noite, assim como as pessoas.”

Texto mal escrito, né? Segue uma tradução em português padrão agora:

moscow

“Os animais selvagens precisam continuamente enfrentar as dificuldades causadas pela civilização humana. Alguns deles aprenderam a coexistir e até mesmo prosperar nos meios urbanos, como por exemplo os pombos e guaxinins.

Bem, os usuários do metrô de Moscou estão se adaptando à presença de cães sem dono. Esses cães se acostumaram a utilizar o sistema do metrô como meio de transporte por toda a cidade, conseguindo até cochilar durante a viagem. Eles pegam o trem de manhã e viajam até o centro, onde passam o dia mendigando por restos. Ao final do dia, pegam o metrô novamente e seguem para os subúrbios, onde dormem em relativa segurança.

Os cães são especialistas em precisar corretamente o tempo que precisam permanecer no trem, e parecem trabalhar em parceria para garantir que desçam na estação correta.

Os cientistas acreditam que esse fenômeno tenha começado depois do colapso da União Soviética nos anos 90, quando os novos capitalistas da Rússia mudaram os complexos industriais do centro para o subúrbio.

O Dr. Andrei Poiarkov, do Instituto de Ecologia e Evolução de Moscou, disse: “Esses complexos eram usados por cães de rua como abrigos, então eles tiveram que se mudar junto com suas casas. Como o centro da cidade é onde há mais oferta desse tipo de comida, os cães tiveram que aprender a viajar de metrô – para chegar até o centro pela manhã e voltar para casa de noite, igual gente.”

Mais informações sobre a história aqui. Só tem um incoveniente: está em inglês – mas olha, sem problemas, traduzimos a preços módicos no falecommarina.com.br :)

1 thought on “Tradução automática

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud