English, Português

Como ser um bom PM

Marina Borges / 28 de fevereiro de 2015

 

relationship between project manager and translator

PM no mundo da tradução é o “project manager” ou gerente de projetos em bom português. É a pessoa responsável pela administração dos trabalhos de uma agência, quem entra em contato com os tradutores para passar trabalhos. Alguém com quem lidamos no dia a dia e que deve ter muitas habilidades na relação com pessoas para facilitar o trabalho de toda a linha de produção.

PMs, como qualquer pessoa normal, vem em todos os tipos e tamanhos. Há os exigentes, os descolados, os fofos e os grosseiros. Em geral um tradutor só os conhece via e-mail, então acaba criando para si uma persona própria daquele nome na tela. O que, se pensarmos bem, eles devem fazer do mesmo modo com todos os tradutores que interagem com eles. Ah, os tempos modernos.

O que mais aprecio nos PMs, antes de mais nada, é a gentileza. Não custa absolutamente nada a ninguém mandar um email ou uma mensagem no Skype com um “bom dia”, “como vai?”, “obrigado”. Às vezes penso que as pessoas esquecem que a linguagem virtual é tão importante quanto a fala, em especial nesse mercado via internet em que lidamos com prazos malucos, clientes chatos e tradutores metidos. Calma lá, respira fundo e vê o que você está dizendo. PM que me aborda com um desesperado “Pode pegar 7 mil de jurídico para amanhã 9hs?” sem nem me dizer “oi” já vai para o fim da minha fila.

Nada se compara, no entanto, aos PMs que te passam um trabalho de prazo sossegado, com guia de estilo, TM grande, glossário completo e terminam a comunicação com a frase mais odiada:

Capricha, tá?

Ora, meu bom PM, valorize meu trabalho. Por um acaso você acha que eu não capricho sempre, que eu faço meu trabalho de forma relapsa? Se você me pediu um trabalho, com certeza sabe da minha dedicação ao meu ofício. Pedir para eu caprichar é dizer que todas as outras vezes eu deixei a desejar, o que não é verdade. Para de me pedir essas coisas, tá?

Aproveita e me passa feedback sempre que possível, viu. Vamos passar feedback, gente, vocês não fazem ideia de como nos ajuda. Não só para a questão da autoestima profissional, mas para aprendizado mesmo. Dia desses, por exemplo, traduzi um texto que dizia que a Dilma já foi “chairwoman” da Petrobras antes de se tornar presidente do Brasil. Não me lembro dela ter sido presidente da Petrobras no passado (a tradução mais usual de “chairman/woman“), coloquei que ela foi “diretora”. Na pressa, entreguei o trabalho no prazo, mas fiquei com a pulga atrás da orelha. Pesquisei com calma e achei que, na verdade, a Dilma já foi presidente do conselho de administração da Petrobras, olha que diferença. Não me envergonhei, mandei um email para a PM dizendo “Corrige só uma parte para mim, traduzi chairwoman como diretora, mas é presidente do conselho“. Achando que tinha me queimado feio, qual não foi minha felicidade ao receber a resposta da PM me exaltando por eu não tirar a tradução da cabeça, mesmo depois de entregue. Na era da tecnologia, muitas vezes a gente dá bug também.

Sendo um bom PM você só tem a ganhar. Tradutores conhecem outros tradutores, que podem recomendar outros bons profissionais e otimizar sua linha de produção. Tradutores dedicados facilitam – e muito – o seu trabalho. Seja gentil que sempre trocaremos favores e teremos um ao outro em um elo de confiança. Trabalhemos juntos para melhorar a sua vida e a minha.

Bom fim de semana, até segunda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud