Português

Mas afinal de contas, o que é localização?

Marina Borges / 12 de Maio de 2020
Imagem de Jan Vašek por Pixabay

O mercado de tradução e seus nichos podem soar bem estranhos para quem não é da área. Já falei aqui antes de algumas possibilidades, mas acho que um termo que sempre deixa o pessoal em dúvida é a tal “localização”. Não é algo que dê para entender só pelo nome, né? Mas afinal de contas, o que é localização?

O que é localizar?

Uma vez eu escrevi aqui sobre traduções de culinária que fiz, citando termos que me eram completamente estranhos até então. Um dos itens foi o cooking spray, produto que os americanos usam para untar formas. Um spray de manteiga, por assim dizer. Não é algo difundido no Brasil, aqui a gente mete a mão e se lambuza mesmo, não é verdade? No máximo aquele pincelzinho. Portanto, não faz sentido eu traduzir a receita por “Unte a forma com seu spray” para um brasileiro. Daí a necessidade de adaptar para uma solução mais natural para o leitor final. Localização é quase isso, uma adaptação – a diferença é que há uma leve modificação do conteúdo. Calma, vou explicar melhor.

Vamos supor que minha tradução seja um artigo de um blog americano, incentivando as pessoas a comprarem de pequenos empreendedores nesses tempos tão complicados de coronavírus. Os exemplos do artigo são todos de lojas locais, que não entregam no Brasil. Eu, tradutora, vou localizar esse artigo buscando exemplos de pequenas lojas brasileiras, para atender às expectativas do meu público. Dessa forma, a mensagem que o artigo está passando pode atingir o público local, opa, é daí que vem a tal localização.

Mas não é só isso!

Para falar a verdade, a primeira vez que ouvi falar em localização, era algo mais relacionado à área de TI. Não se “traduzia” um software, por exemplo, o processo de tradução dos comandos da interface era chamado de localização. Que era mais ou menos a mesma coisa: se concentrar em tornar um produto mais “nativo” para o público-alvo.

Quer um exemplo? O Google na China perde para o Baidu. Por que? Pelo simples fato de ter uma aparência mais natural para o público falante de chinês. Localização (cuja hashtag é #l10n) engloba também a adaptação de gráficos em jogos, conversão de moedas e unidades de medida, adaptação de design e layout para os caracteres de idiomas orientais, por exemplo, entre outros.

Mercado de localização

Muitas agências são especializadas em localização, ou seja, passam um site inteiro para um determinado idioma, tendo que fazer alterações ocasionais no conteúdo para atender ao público-alvo. É um trabalho minucioso de escolha de palavras adequadas – muitas vezes para um país específico. Veja o nosso caso com Portugal, por exemplo. Dia desses uma colega quis usar a palavra “bico” para expressar “trabalho informal” e um colega lusitano aconselhou mudar a palavra. Para o público falante de espanhol deve ser mais complicado ainda, imagine.

Agora que você já sabe a definição, coloque essa palavra no seu vocabulário, sem medo de mencioná-la no currículo. Localizar e traduzir são ofícios primos. Já localizei muito sem tem que recorrer ao famoso Passolo (sei nem como usa, para falar a verdade), então nada de ignorar esse nicho que está em plena ascensão nessa era globalizada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud