Português

9º Congresso Internacional da ABRATES

Marina Borges / 3 de julho de 2018

Texto originalmente publicado no meu Linkedin

Ir a congresso é sempre uma tarefa complicada. Reservar passagem, hotel, ver se a data não vai coincidir com algum trabalho, com alguma Copa do Mundo (ops!). Quando vi que a edição desse ano era no Rio, onde moro, não pensei duas vezes antes de fazer minha inscrição.

Essa foi a quarta vez seguida que estive em um congresso da ABRATES e olha, foi uma das melhores dessa minha breve trajetória. Eu, esse ser vivente que, confesso, estava meio desconfiada dos que abririam as palestras. Pois em verdade vos digo: acabaram comigo esses Petê Rissatti e Rane Souza. Me levaram às lágrimas, me fizeram aplaudir de pé – por muito tempo. Que todos os congressos daqui para a frente consigam chegar perto do nível de importância daquela sexta chuvosa. Estou aqui no aguardo das suas palestras viralizarem, porque olha, a ABRATES não pode guardar tudo isso só para a gente.

Mas e as palestras, Marina?

Acho muita graça dos muitos colegas iniciantes que encontrei me falando que estavam na vantagem em comparação aos experientes. Ledo engano: o congresso atende a gregos e troianos. Pessoalmente tive que me desdobrar em três para conseguir ver tudo que queria sobre interpretação, empreendedorismo, gestão de qualidade, tradução LGBT, meu amado programa de mentoria, erros bobos que não se deve cometer, uma australiana que está vertendo Grande Sertão Veredas (minha nova ídola), tradução automática, vendas e – ufa! – redes sociais.

Isso sem contar o cafezinho no corredor, o bate-papo com aquela colega tão bacana que você adora ou aquela que você só conhecia do Facebook e estava doida para conhecer pessoalmente. A troca de cartões com colegas que estavam do seu lado em uma dinâmica, as fotos com os formandos do seu curso, os sorteios de brinde! Junto com a felicidade de ver tanta gente que está começando e esteve nos Barcamps recentemente indo a um congresso grande como esse e se encantando com a profissão.

A Copa do Mundo é um evento legal, mas o 9º Congresso da ABRATES também bateu um bolão.

Imagem publicada no Facebook da ABRATES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud